COMO EXECUTAR JARDINS VERTICAIS ESPETACULARES?

cadastre-se e descubra como se diferenciar no mercado

Onde não instalar jardins verticais profissionais

Você já viu um jardim vertical sem iluminação natural? Ou sem água? Nem todos os lugares são indicados para instalar jardins verticais, por isso é preciso considerar condições que permitam a construção do revestimento verde. Então, nesse artigo vou revelar onde não instalar jardins verticais profissionais, com base nas condições necessárias para que os seus verticais sejam um sucesso!

Escolha plantas apropriadas ao local, caso contrário elas podem morrer ou ficam com aspecto queimado, deixando o jardim vertical com mau aspecto.

Condições que impedem a construção de um jardim vertical

Muitos clientes já têm uma ideia pronta sobre o local do jardim vertical, no entanto, nem sempre esses locais são apropriados. Por isso, é de extrema importância agendar uma visita antes de partir para o orçamento, pois assim você pode avaliar o local, verificando a possibilidade de desenvolver o projeto, bem como poderá aconselhar o seu cliente, buscando a melhor opção para ele.

A primeira condição essencial para projetar um jardim vertical, que muitos não levam em consideração, é a iluminação natural. Um vertical é composto por diversas espécies de plantas vivas que precisam de iluminação para se desenvolverem, afinal a luz que chega até a planta é a fonte de energia que faz o processo da fotossíntese acontecer. Então, esse é o principal limitante para execução de verticais, e não impede um vertical em ambiente interno, pois não estamos falando de incidência solar direta, mas sim de um ambiente com uma boa iluminação natural. Portanto, não é possível construir um jardim vertical profissional sem iluminação natural no ambiente.

Outras duas condições muito importantes são o ponto de água e de energia. O ponto de água é necessário para que o vertical seja irrigado e o ponto de energia para que ocorra a automação da irrigação. É recomendável ter pelo menos uma fonte de água ou uma fonte de energia, pois sem água, podemos utilizar o sistema Acer Haus, com reservatório de água, mas sem energia elétrica não é possível fazer a bomba funcionar, pois com baterias o sistema não funciona adequadamente, levando a água apropriadamente para o jardim. Solicite ao seu cliente no mínimo um ponto de energia ou um ponto de água, para garantir que o sistema de irrigação funcionará plenamente, sem gerar problemas para a saúde das plantas e beleza do jardim vertical.

As condições ambientais também exigem cuidado, em especial na escolha das plantas: lugares muito quentes, frios, sujeitos a geada ou com muito vento podem prejudicar seu revestimento verde. No entanto, é possível projetar um vertical tranquilamente, desde que você selecione as espécies corretas e resistentes para aquele ambiente. Por isso, é importante conhecer as plantas e as condições de desenvolvimento delas, estudando e pesquisando sobre o assunto. Essa atitude evitará dores de cabeças futuras, como colocar uma costela-de-Adão (espécie de meia-sombra) num vertical de alta incidência solar e se surpreender com as folhas queimadas após um tempo.

Logo, esteja atento para as condições e estruturas do ambiente em que o jardim vertical será instalado. Considere a presença de:

  • Iluminação natural
  • Ponto de água e/ou ponto de energia
  • Condições ambientais ideais
Os jardins verticais preservados podem ser a solução alternativa para locais sem iluminação natural.

Bônus: quando não instalar um jardim vertical?

Valorizar o seu trabalho é essencial para o crescimento da sua empresa e nem sempre você terá clientes que entendem isso. Suas técnicas e exigências de venda devem ser muito bem estruturadas, para não cair em situações desconfortáveis.

Muitas vezes, se negar a projetar um vertical que você sabe que não dará certo pode ser difícil, mas valerá a pena por você ter colocado o nome e valor da sua empresa, e do profissional que você é, acima da vontade do seu cliente, que não é um especialista em verticais.

Em primeiro lugar, mesmo que o cliente insista que você construa um vertical em um local que não tem as condições essenciais, não o faça. Isso pode manchar o nome da sua empresa porque o vertical não vai dar certo ou vai te dar uma imensa dor de cabeça pela manutenção excessiva. Nesse caso, você pode tentar conversar com o cliente, explicar porque a vontade dele não é possível e oferecer uma alternativa. Se não der certo, tudo bem! Mantenha a integridade da sua empresa e continue projetando verticais com muito profissionalismo.

Em segundo lugar, é preciso ter políticas de trabalho. Muitos vão querer que você instale o vertical para depois que ele for entregue realizar o pagamento. Como um bom profissional não aceite essa condição, já que o cliente precisa seguir as suas políticas de trabalho e você deixará claro que precisa de pelo menos 50% do preço do vertical para comprar o material. Para mais, você pode levar um enorme prejuízo caso o cliente não pague. Então, estabeleça regras claras desde o orçamento até o contrato.

Com uma empresa que tenha delimitações básicas de trabalho o seu serviço será regado de qualidade. Dessa forma, você irá expandir os negócios de maneira honesta e poderá sentir o prazer de cada conquista junto com a sua equipe!

 

Redação: Bruna Camargo Correa

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

PARTICIPE! DE 08 A 12 DE NOVEMBRO
100% Online gratuito